Obesidade infantil, saiba o que fazer

Obesidade infantil, saiba o que fazer

Hoje vamos falar um pouco sobre obesidade, ou melhor, obesidade infantil. Você que está fazendo dieta para poder ficar linda e maravilhosa neste verão já se perguntou se seu filho ou sobrinho não estão acima do peso ideal?

Isto não é difícil de acontecer já que no Brasil 40% de nossas crianças estão acima do peso e 15% delas já são obesas, infelizmente este dado estatístico está ai para alertar os pais de que algo deverá ser feito.

É totalmente errada aquela idéia que temos que a criança para ser saudável seja justamente aquela criança “rechonchuda” mostrando suas belas dobrinhas, ao contrario do que vocês possam pensar isso não é um sinal de saúde e sim um sinal de alerta.

obesidade_infantil

As crianças podem sofrer das mesmas doenças que os adultos estão submetidos ao se tornarem “seres obesos” e esperar aquela pobre criancinha crescer para fazer-la sofrer com anos de dedicação em sua alimentação é o pior pecado que os pais podem fazer aos seus filhos.

A criança obesa tem mais chances (ou todas as chances) de se tornar um adolescente obeso e por fim, adivinhem, um adulto obeso e se isso já não fosse ruim suficiente este mesmo adulto terá o dobro de dificuldade para perder peso e o dobro de chance de contrair doenças cardíacas e outras ligadas o sobrepeso.

A criança começa a sentir os problemas da obesidade logo nos primeiros anos de vida assim que ela começa a se locomover, é certo e provavelmente vocês já viram que essas “criancinhas” têm uma dificuldade maior na hora de aprender andar e assim que conseguem desenvolver a habilidade motora já começam a sofrer pelo peso exercido em suas pernas.

Crescendo um pouco mais a gordura começa a ter um impacto psicológico em nossos pequenos prodígios. Se você já passou por isso sabe muito bem que o período em que a criança começa a freqüentar a escola será um dos mais duros de sua vida e em certos casos com direito a um tratamento psicológico assim que atingir a adolescência. Seus colegas de classe podem e vão ser bem cruéis com as crianças obesas, os famosos apelidos de mau gosto do tipo rolha de poço, elefante, bola, gordinho e outros podem causar grandes complexos sociais nas crianças.

Anos depois vem a adolescia e os problemas só aumentam, agora é hora daquela “ex-criança” começar a criar seus vínculos sociais e de cara vem o primeiro obstáculo, sou gordo. A pessoa pensa que pelo simples fato de estarem acima do peso os qualifica incapazes de se relacionarem e quando o assunto é o sexo oposto a situação só tende a piorar. A auto-estima neste pondo não existe mais, ele se acha feio, inferior e incapaz de conquistar qualquer pessoa (olha os problemas psicológicos crescendo).

Depois disso ele vai se tornar um adulto e começar a ir a médicos com o objetivo de emagrecer, comprar livros, visitar o Dieta na Rede (risos) e fazer de tudo e um pouco mais para ser uma pessoa mais saudável, algo que ela poderia ter evitado se seus pais tivessem imposto alguma regras a sua alimentação.

Uma pessoa que está acostumada desde cedo há ter uma alimentação saudável dificilmente ela se tornará um obeso e provavelmente não enfrentará a eterna luta contra a balança. A dieta dos pontos é perfeita para você educar seus filhos a comerem de tudo de forma bem saudável e divertida, aposto que a crianças vão adorar a brincadeira de contar pontos quando comerem algo, leia as nossas matérias sobre a dieta dos pontos e comece agora mesmo a ensinar para a garotada como é divertido comer bem.

Sabendo agora de todos esses problemas você terá coragem de deixar seu filho ser uma criança “rechonchuda”? Se quiser tirar alguma dúvida sobre a dieta para seus filhos deixe um comentário com sua idade, peso e altura. Bom pessoal essa foi à matéria de hoje e espero que gostem e possa comentar sobre o assunto tirando dúvidas ou adicionando informações, aqui o que conta é sua participação! Até a próxima e…

Beijo do ex-gordo!