Azeite para emagrecer

Azeite para emagrecer

Lendo a publicação americana da Cell Metabolism acabo de descobrir mais uma utilidade para o azeite de oliva, já escrevi várias matérias aqui sobre saúde e quase sempre o azeite aparece na lista de alimentos recomendados para sua alimentação.

Mas o pessoal da Universidade Sapienza de Roma, na Itália, foi um pouco mais além e descobriu que o azeite no organismo evita aqueles ataques de gula que temos entre as refeições, isso porque o azeite é capaz de produzir um hormônio em nosso corpo chamado oleoletanolamida (realmente eles poderiam ter pensado em um nome mais fácil!) e quando esta substancia está em nosso organismo ela provoca a sensação da saciedade e somente após seu consumo em nosso corpo que voltaremos a sentir fome.

Antes de publicar esta matéria eu fiz testes substituindo toda a gordura da minha alimentação pelo azeite e o resultado foi surpreendente, cheguei muitas vezes até mesmo de esquecer as refeições, portanto os cientistas de Roma estavam totalmente certos.

Como dá para perceber o azeite pode ser um ótimo aliado ao combate na perda de peso, mas temos que lembrar algumas coisas, não é só consumir azeite e achar que vai emagrecer o azeite pode sim diminuir em muito a vontade de comer porem temos que lembrar que ele é um óleo e que contem a mesma quantidade de calorias do que qualquer outro (na dieta dos pontos 1 colher de sopa de azeite equivale a 20 pontos).

O azeite deverá ser usado em substituição e não em adição, como que é isso? Se você usa outro tipo de óleo e sua alimentação, por exemplo, o de soja que é muito comum apenas toque pelo azeite e nunca se esqueça de contar suas calorias ou pontos.

Enquanto o azeite é responsável por produzir este hormônio que nos dá a saciedade as gorduras saturadas por outro lado tem efeito contrario que inibe a produção das mesmas, portanto mais um motivo para você substituir seu óleo pela oliva.

Que tipo de azeite usar?

Vemos nos mercados mais freqüentemente 3 tipos de azeite sendo eles o comum, virgem e o extra-virgem, para a produção de hormônios todos os 3 fazem o mesmo papel sendo que para o coração o extra-virgem azeite é o mais rico em polifenóis que reduz o colesterol ruim e ajuda a perder barriga.

Como conservar o azeite?

O melhor jeito em se manter o sabor e todos os seus nutrientes é conservar na porta da geladeira e depois de aberto consumir em até 6 meses. Outra coisa que é muito importante é a data de fabricação, quanto mais novo for o azeite melhor será, é um mito dizer que o azeite é igual ao vinho que fica melhor com o tempo.

Posso cozinhar o azeite?

A resposta para isso é sim e não. Você até poderá está preparando seus pratos levando o azeite ao fogo porem quando aquecido o azeite perde as suas principais propriedades se não tiver outro jeito cozinhe em fogo brando bem rapidamente.

Essa foi à dica de hoje que já vem dando o que falar no mundo médico, mas nem tanto divulgado no Brasil, creio que em pouco tempo vocês irão achar isso em milhões de sites por ai por enquanto é uma novidade do DietaNaRede.com, então vivas para o azeite e…

Beijo do Ex-Gordo!